Como lidar com as mudanças no mercado imobiliário?

Tempo de leitura: 5 minutos

Lidar com mudanças pode ser muito perturbante, principalmente quando já estamos acostumados com o mesmo cenário por muitos anos. Você está inseguro com tantas mudanças que ocorreram, e estão ocorrendo, no mercado imobiliário, e principalmente com a velocidade em que essas mudanças vieram? Então esse post é pra você, pois poderá  ajudá-lo a entender quais foram essas mudanças, para onde o mercado imobiliário está indo e os motivos dessas mudanças terem sido tão rápidas e repentinas. Afinal, ao entendermos as mudanças, fica mais fácil lidar com elas e principalmente nos adaptarmos, não é mesmo?

Então, vamos lá:

Quais foram estas mudanças?

Quais foram estas mudanças

Foram várias as mudanças que aconteceram no mercado imobiliário, mas quase todas elas convergem para uma palavra: tecnologia. A tecnologia mudou a forma de como fazemos as coisas em nossas vidas, mas não duvide, ela veio pra ajudar. Veio pra melhorar a vida das pessoas, torná-las mais produtivas e reduzir custos de operações longas e manuais.

Leia também  Por que você precisa se atualizar para sobreviver no mercado imobiliário

Antes de aprofundarmos em cada uma delas, veja a imagem abaixo e reflita sobre quais foram realmente as mudanças:

papa

Veja, esse é um momento histórico, onde os católicos param para ver o Papa na praça de São Pedro, no Vaticano. Temos um paralelo entre 2005 x 2013, e podemos concluir que passados 8 anos, as pessoas continuam a ter a mesma ação e tradicionalmente lotam a praça para ver o Papa na mesma praça de São Pedro. No entanto, há uma diferença gritante: a forma com que eles veem o Papa mudou! E é exatamente para isso que quero chamar a atenção, para traduzirmos quais foram as formas de mudança no mercado imobiliário.

A tecnologia está presente em quase tudo que fazemos hoje e quem não se adaptar e aceitar essas mudanças certamente ficará para trás. Trazendo agora para o mercado imobiliário, as pessoas continuam a comprar, vender e alugar imóveis, correto? As imobiliárias e corretores de imóveis continuam a intermediar essas transações e administrar locações também, certo?

Mas a forma com que o cliente busca informações mudou, a forma em que as imobiliárias administram imóveis mudou, quase tudo mudou!

  • Máquinas de escrever foram substituídas por computadores;
  • O jornal foi substituído pela internet (Google, sites, portais de anúncios);
  • As pastas dos corretores foram substituídas por smartphones, notebooks e tablets;
  • Formulários e fichas de cadastros foram substituídos por softwares;
  • As fotos impressas foram substituídas por fotos digitais que são exibidas nos sites das imobiliárias;
  • Arquivos físicos que antes ocupavam muito espaço nas imobiliárias foram substituídos pelos HD’s e pelo Cloud (nuvem).

Veja só esse vídeo de como a tecnologia impactou a agricultura:

A atividade de colher rabanete continua. No entanto, ela está muito mais produtiva do que antigamente. Certamente o custo com pessoal reduziu substancialmente, pois o processo está muito mais eficiente.

Por que foi tão rápido?

Por que foi tão rápido?

As mudanças ocorreram numa velocidade absurda, mas não se preocupe, isso aconteceu em todos os mercados e no mundo inteiro, a sociedade como um todo está sentindo esses impactos.

Esse vídeo do Ricardo Guimarães, fundador da Thymus, empresa de consultoria estratégica, explica perfeitamente o contexto dessas mudanças no mundo e porque aconteceram tão rapidamente.

Para onde o mercado imobiliário está indo?

Para onde o mercado imobiliário está indo

Não precisa ser nenhum vidente para entender que a tecnologia está tomando conta da vida das pessoas e das empresas, e tornando-as mais eficientes, reduzindo seus custos, aumentando seus resultados e tornando-as assim mais lucrativas e rentáveis.

Um exemplo disso é a startup paulista Quinto Andar, que inovou no processo de alugar apartamentos, de uma forma mais rápida e reduzindo ao máximo a burocracia. A empresa apostou em cheio na tecnologia para deixar seu processo mais eficiente, mais rápido e com isso tem um custo mais enxuto. Essa é uma excelente amostra de como um mercado tão tradicional quanto o mercado imobiliário pode sim se adaptar e inovar nos processos.

Minha única ressalva aqui é: muito cuidado para não se deixar seduzir em uma área que você não domina. O mercado funciona como uma luta, uma luta livre. Imagine um combate entre um lutador de capoeira contra um lutador de Jiu-Jitsu. Naturalmente, cada um deles vai querer levar a luta para onde ele é melhor:

Capoeira e Jiu-jitsu

 

Hoje, temos imobiliárias com uma boa carteira de clientes e de imóveis tentando se reinventar e se adaptar as novas tecnologias. Do outro lado, temos imobiliárias e profissionais novos entrando no mercado agora, já familiarizados e preparados para as novas tecnologias e nova maneira de fazer marketing, mas que sonham em ter os clientes e imóveis que as imobiliárias “antigas” possuem para conseguir atingir seus resultados. Na verdade é um de olho na grama do vizinho do outro. Mas é muito mais fácil e rápido acontecer o processo inverso: A imobiliária já estabelecida conseguir fazer alguns ajustes e nadar de braçada.

Conclusão

Basta um lampejo de olhar crítico para perceber o quanto a sociedade, o comportamento das pessoas e as empresas mudaram nos últimos anos. O primeiro passo para conseguir lidar com essas mudanças, certamente é aceitá-las e entendê-las. Não adianta entrar em negação e pensar “sempre fiz assim, não vou mudar agora”. Isso só vai te afastar de clientes e parceiros.

Ao contrário, arregace as mangas e estude: Participe de cursos e eventos, leia notícias, acompanhe o que está acontecendo e analise como pode aplicar isto em sua imobiliária no dia a dia.

Quer entender de forma simples alguns conceitos e termos que invadiram o mercado imobiliário nos últimos anos? Assista ao vídeo abaixo e entenda nossa série de vídeos “Minuto Imobiliário”:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *