06 Fatos mal interpretados sobre sites de imobiliárias

Tempo de leitura: 6 minutos

É normal que as pessoas criem “pré conceitos” sobre produtos e serviços que elas não conhecem. Muitas pessoas levam em consideração informações infundadas sobre a tecnologia e, possuem muito pouca informação. Por isso, hoje viemos desmitificar seis fatos mal interpretados sobre sites de imobiliárias: Site é somente para empresas grandes? Custa muito caro? Qualquer empresa pode desenvolver? Confira as interpretações errôneas (e também as verdades) sobre sites de imobiliárias.

#Fato 01: Não preciso de um site

Não preciso de um site

Por incrível que pareça, ainda existe uma parcela de imobiliárias que não viram importância e não possuem um site, acreditando que “imobiliária não precisa de site”. Porém, estão completamente equivocadas. Hoje a Internet é um meio de comunicação de massa e ter um site não é só sinônimo de empresa dinâmica, antenada com o futuro ou preocupada com a divulgação de seus produtos e com o seu marketing. É essencial como cartão de visitas online. É uma forma simples e eficaz de divulgar seus produtos e serviços. É como oferecer atendimento 24 horas sem ter um atendente na empresa.

#Fato 02: É muito caro fazer um site

e-muito-caro-fazer-um-site

Muitas vezes, quando a imobiliária procura um profissional ou uma empresa para desenvolver seu site, acha caro e acaba desistindo de fazer o site. Porém, é necessário levar em conta o retorno que um site pode trazer para sua empresa e medir o custo x benefício.

Desenvolver um bom site, que leve em consideração aspectos como layout, motor de busca, integração com sistema, portais, etc, requer tempo e conhecimento, por isso o investimento. Após o desenvolvimento, é cobrado um valor mensal referente a serviços como hospedagem do seu domínio, backup automático de arquivos (você não perde seus arquivos), atendimento para sanar suas dúvidas e o seguro do site.

Veja quanto conhecimento e trabalho desenvolver um site exige. Agora pense em quanto um site bem feito pode converter em contatos, e consequentemente em vendas, para sua imobiliária. Assim, você enxerga o quanto um site é um investimento e não um gasto.

#Fato 03: Preciso destacar meu telefone e minha marca o máximo possível

destacar meu telefone e minha marca o maximo possivel

Algumas imobiliárias ainda acreditam que o site é basicamente um endereço na internet para divulgar seu telefone. Assim, ao desenvolverem o site querem colocar a logo e o telefone ocupando quase meia página, ignorando a importância dos demais conteúdos. É claro, que seu logo e seu telefone precisam estar em destaque, mas isso não significa que precisa ser grande e desproporcional.

Em um site, a marca deve estar posicionada em locais estratégicos para a fácil identificação de quem o acessa. Uma boa sugestão é no topo, preferencialmente do lado esquerdo, pois é uma das áreas mais nobres do site (devido ao movimento que as pessoas fazem com os olhos ao acessar um site, seguindo o sentido da leitura). O telefone pode ficar no topo e/ou rodapé. Lembre-se que todo conteúdo deve estar em harmonia e o foco do seu site é ajudar o cliente e não apenas autopromoção.

#Fato 04: Não preciso me preocupar com layout

nao-preciso-me-preocupar-com-layout

É comum encontrarmos diariamente diversos sites de imobiliária com uma estética confusa e poluída. Muitas informações, fotos, diferentes cores e fontes, um verdadeiro carnaval. Tentar colocar muitas informações de forma desorganizada em seu site, só vai cansar o leitor, que se sentirá confuso e não encontrará o que procura. Esqueça o excesso de cores, letreiros piscando e imagens de má qualidade. Se você acredita que não tem conhecimento suficiente para fazer este trabalho, procure um profissional que possa lhe ajudar com o design de seu site, de forma a torná-lo visualmente atrativo e fácil de navegar. Vale lembrar que desde 2012, o Google considera também layout da página, ou seja, sites que têm quantidade excessiva de anúncios podem receber punições e perder posições na página de resultados do buscador.

Um estudo realizado pela pesquisadora Elizabeth Sillence para a universidade de Nortúmbria (Newcaslte – UK), mostrou que 94% são as chances de um novo visitante não confiar em seu site “apenas” pelo seu design.

#Fato 05: Experiência do usuário não é pra mim

Experiência do usuário não é pra mim

Se você já ouviu falar em experiência do usuário e pensou que aquilo não tinha nada a ver com sua imobiliária, se enganou. O nome pode assustar um pouco, mas experiência no usuário é basicamente algo que envolve os sentimentos de uma pessoa em relação à utilização de um determinado produto, sistema ou serviço. Neste caso, é como a pessoa se sente ao navegar em seu site. Como falamos no tópico anterior, se seu site tem um layout “limpo”, bem feito e que facilita a navegação, a pessoa que o visita, tende a sentir satisfeita e permanecer navegando.

Outros dois fatores importantes que podem afetar a experiência do usuário são:

Tempo de carregamento: De acordo com um estudo feito pela Universidade de Massachusetts, usuários perdem a paciência a partir de 2 segundos de espera. Ou seja, se seu site estiver cheio de imagens pesadas e outros elementos que o tornem lento, provavelmente seu visitante não esperará e tentará acessar o site de outra imobiliária.

Mobilidade: Uma pesquisa recente do portal VivaReal, mostrou que 37% das buscas são feitas através de smartphones e esse número tem crescido exponencialmente a cada ano. Basta olhar ao seu redor para perceber o quanto as pessoas utilizam o smartphone pra tudo. Por isso a importância de ter um site responsivo, que se adapta a diferentes tamanhos de tela, sem perder a usabilidade.

Leia também  Por que minha imobiliária precisa de um site responsivo?

#Faço 06: Meu sobrinho pode fazer meu site

Meu sobrinho pode fazer meu site

Motivados principalmente pelo fator “preço”, muitas imobiliárias deixam de desenvolver seu site com uma empresa especializada e entregam o projeto para um sobrinho, colega, primo, enfim, para alguém que cobre mais barato. Como explicamos no segundo tópico, desenvolver e manter um site exige conhecimento, trabalho e profissionalismo.

Quando você contrata um profissional ou uma empresa só por que ela cobra mais barato, você analisa seu histórico? Pesquisa os trabalhos que ela já fez?

Pense também na segurança das informações: Quanto vale sua carteira? Somente uma empresa reconhecida e com reputação no mercado, pode garantir a segurança das suas informações. Lembre-se que o barato pode sair muito caro no final, por isso, não entregue seu site nas mãos de qualquer pessoa.

Conclusão:

Se sua imobiliária ainda não tem um site, está na hora de pensar sobre o assunto e analisar quantos negócios você pode estar perdendo. As vantagens de colocar sua vitrine da internet compensam muito bem o investimento que você terá.

Tem uma opinião sobre o assunto? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

Quero um site novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *