Condomínios Logísticos Sem Crise

Tempo de leitura: 2 minutos

Existe um setor imobiliário na contramão de todas as estatísticas pessimistas, os condomínios logísticos.

A partir da década de 1990 os polos industriais e centos de produção começaram a migrar para longe de centros urbanos, e muitas vezes até distantes de aeroportos e portos. Com isso, surgiu a necessidade de implantar pontos de recebimento e processamento de mercadorias. Assim surgiram os condomínios logísticos, empreendimentos que reúnem galpões ou módulos dentro de um mesmo galpão. Normalmente localizados em cidades estratégicas, a 100 ou 150km das capitais e priorizando a acessibilidade.

Os condomínios logísticos são projetados e construídos para atender a demanda de empresas que precisam estocar e distribuir suas mercadorias, representando assim, uma solução moderna e eficiente, pois não exige grande investimento inicial ou imobilização de capital. Por apresentarem diversas vantagens em sua utilização, tais como economia e redução de custos, otimização de tempo, segurança e infraestrutura completa, se despontaram no mercado imobiliário como uma excelente solução par ambas as partes.

O aluguel de galpões é uma solução moderna e eficiente para a operação das logísticas de uma empresa pois não exige grande investimento inicial ou imobilização de capital. Com os galpões da LOG, sua empresa se beneficia com uma estrutura classe A, otimiza tempo, reduz custos de manutenção e despesas administrativas, além de garantir flexibilização para expansões operacionais.

De acordo com os dados da CBRE – empresa do segmento de consultoria e comercialização de imóveis comerciais –, em pesquisas realizadas em oito diferentes estados brasileiros, em 2014, o estoque total de condomínios logísticos era de 12,9 milhões de m², envolvendo em torno de 350 condomínios. São Paulo e região lideram amplamente este mercado, representando 68% de todo o estoque nacional. Rio de Janeiro vem a seguir, com 11% do estoque, seguido de Curitiba/PR e Belo Horizonte/MG, com 6% e 5 % respectivamente. Em 2015, o Nordeste foi a região que mais apresentou demanda, segundo levantamento da Colliers, uma das empresas que administram esses condomínios no país. Conforme este mesmo relatório, o preço médio pedido de locação cresceu no terceiro trimestre, passando de R$ 15,90 m²/mês para R$ 16,40 m²/mês.

Um dos motivos para o sucesso dos condomínios logísticos, segundo Mauro Dias presidente da GLP no Brasil, é justamente a busca pela eficiência e redução de custos por parte das empresas que alugam estes espaços. Outro fator seria o crescimento do e-commerce, que demanda uma grande cadeia logística para seu funcionamento.

Você também acredita que os condomínios logísticos são uma ótima opção? Compartilhe conosco sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *