8 Indicadores Financeiros essenciais para sua Imobiliária

Tempo de leitura: 7 minutos

O que são Indicadores Financeiros

Indicadores Financeiros são indicadores que tem como intuito medir o desempenho financeiro de sua imobiliária mostrando assim a saúde de sua empresa.

Sabendo sobre seus indicadores financeiros você consegue tomar decisões baseadas em dados, além de conseguir ver em quais pontos sua imobiliária deve melhorar e quais oportunidades são as ideais para sua imobiliária.

Os indicadores financeiros são calculados através de 3 demonstrações contábeis: Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) e Demonstrativo do Fluxo de Caixa (DFC).

Um fator importante de se ressaltar é que além dos indicadores financeiros da sua imobiliária, existem indicadores financeiros do Mercado. Esses indicadores servem para fazerem reajustes em diversos produtos e serviços da economia.

indicadores financeiros

 

Retorno sobre Investimento (ROI)

O retorno sobre investimento mais conhecido como ROI é um indicador financeiro de sua imobiliária, baseado na relação entre o dinheiro gasto e o dinheiro ganho.

Com ele você consegue entender quais investimentos estão te dando mais retorno e aonde você deve realocar seus recursos, para calcular o ROI, você deve utilizar essa fórmula: RECEITA – CUSTO / CUSTO x 100.

O resultado da fórmula sairá em porcentagem, lembrando que não existe um ROI mínimo ou um ROI ideal, mas quanto maior o ROI mais o investimento está sendo assertivo.

Índice de Margem de Contribuição (IMC)

A margem de contribuição é um indicador de sua imobiliária que mostra qual é o percentual de participação do lucro de cada produto para pagar as despesas da empresa, a margem de contribuição serve para ter uma visão melhor sobre a viabilidade financeira de sua imobiliária.

Para descobrir qual é sua Margem de Contribuição, basta você pegar seu preço de venda do produto (no caso a média de comissionamentos), e diminuir os custos e despesas da imobiliária. Logo MC = PREÇO DE VENDA – (CUSTOS + DESPESAS)

Após descobrirmos o MC, poderemos descobrir o Índice de Margem de Contribuição que é dado por: MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO / PREÇO DE VENDA

Se a Margem de Contribuição for negativa, sua imobiliária está dando prejuízo, caso ela for justa ou pequena sua empresa provavelmente chegará ao ponto de equilíbrio mas não dará um lucro satisfatório, caso ela for maior sua imobiliária está dando um bom lucro.

Com essas informações você consegue fazer previsões de vendas mais assertivas, além de descobrir quais negócios são mais rentáveis de fazer.

Ponto de Equilíbrio (PE)

O ponto de equilíbrio ou P.E é um indicador de sua imobiliária que mostra quanto sua imobiliária precisa de faturar para pagar todos os gastos da empresa.

Muitas vezes ele é utilizado para estipular metas, a partir do momento que você consegue entender melhor o contexto de sua imobiliária, consegue impor metas mais realistas com sua situação.

Para calcular o P.E, você deve utilizar essa fórmula: CUSTOS + DESPESAS / MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO

Geração de Caixa

No mercado imobiliário, a maioria das pessoas falam apenas de aumentar o faturamento ou aumentar o lucro, mas esquecem da importância da geração de caixa para a empresa. Como diria o autor: “Faturamento é ego, lucro é conceito e o caixa é rei

A geração de caixa da sua imobiliária nada mais é do que o dinheiro que realmente sobra no final do mês, ele pode ser descoberto através da DFC (Demonstração de Fluxo de Caixa).

A partir do momento que você conhece a real situação da sua empresa e está conseguindo gerar caixa, você consegue fazer um planejamento estratégico mais apurado. Podendo investir em novos projetos, aumentar o número de colaboradores, inovar em algum produto ou serviço, remunerar diretores da empresa ou até mesmo utilizar como capital de giro, a escolha é sua mas apenas com a visão do seu caixa você conseguirá tomar uma decisão certeira.

indicadores financeiros

Taxa de Juros (Selic)

A Taxa básica de Juros da Economia, mais conhecida como Taxa Selic é a taxa que influencia todas as taxas da economia, ela influencia empréstimos, financiamentos e aplicações financeiras

A Taxa Selic é controlada pela COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central) onde a cada 45 dias se reúnem para discutir sobre a taxa e outras medidas monetárias, podendo assim aumentar, diminuir ou se manter estável.

No mercado imobiliário a Taxa Selic é importante principalmente na questão de crédito, quanto mais alto a Taxa, menor o interesse sobre o crédito, quanto menor a Taxa, maior o interesse sobre o crédito imobiliário.

Atualmente estamos vivendo um cenário com a menor Taxa de Juros histórica, o mercado imobiliário está muito atraente, principalmente quanto a compra de imóveis através de financiamento, por outro lado o mercado fica menos atraente para a locação de imóveis.

Outro fator importante é que alguns contratos de vendas são atrelados a Taxa básica de Juros, logo é de extrema importância que seja acompanhado a cada momento. Você pode acompanhar a Taxa de Juros através do site do Banco Central

Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M)

O Índice Geral de Preços do Mercado ou IGP-M é controlado pela FGV ( Fundação Getúlio Vargas ) e tem como intuito medir a inflação sobre determinados produtos e serviços da economia, sendo o principal: os contratos de aluguel.

Por estar diretamente relacionado com a área de locações da sua imobiliária, você deve analisar esse Índice periodicamente para pode fazer reajustes, lembrando que os reajustes são feitos de acordo com o período dos 12 meses anteriores.

Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado (INCC)

O Índice Nacional de Custos da Construção do Mercado ou INCC também é controlado pela FGV ( Fundação Getúlio Vargas ) e como o próprio nome diz tem como intuito medir o custo das construções nas principais capitais do Brasil.

Esse Índice está diretamente relacionado a área de vendas da sua imobiliária, a partir do momento que faz a correção nos contratos de imóveis que estão na planta ou imóveis novos. Para acompanhar tanto o IGP-M, quanto o INCC basta acessar o site da FGV.

Custo Unitário Básico da Construção Civil (CUB)

O Custo Unitário Básico da Construção Civil ou CUB é calculado pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) e é muito semelhante ao INCC, a diferença entre os dois índices é que no CUB são contabilizados mão de obra, materiais utilizados e até o detalhamento dos acabamentos.

Logo o CUB teoricamente é muito mais completo e preciso comparado ao INCC, ele também serve como base para fazer reajustes para imóveis novos ou que estão na planta.

Conclusão

Nesse post falamos sobre os principais indicadores financeiros do mercado imobiliário, 4 deles sendo internos para sua imobiliária e 4 indicadores do mercado em geral. A partir do momento que você consegue ter uma visão mais completa do mercado e consegue enxergar a saúde financeira da sua imobiliária, você toma decisões muito mais assertivas.

Sabemos que existem diversos outros indicadores financeiros que tem importância para sua imobiliária, por isso ter um bom software financeiro é essencial para sua imobiliária, com ele além de ter o acesso a todos esses indicadores financeiros, você facilita o trabalho de seus colaboradores, evita erros humanos e não tem retrabalho.

A Universal Software é a única empresa do Brasil a disponibilizar um sistema completo de Softwares em uma única plataforma, contando com PRÉ-VENDAS,ADM,FIN,CRM,PÓS, além de disponibilizar sites e apps para sua imobiliária.

software imobiliário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *