PQEX 2015

Tempo de leitura: 2 minutos

 

No último dia 19, aconteceu o PQEX 2015 – Programa de Qualidade e Excelência Empresarial, promovido pelo CMI/Secovi-MG. Criado em 2015, o PQEX tem como objetivo “promover a melhoria da qualidade das empresas, fortalecendo a ética e a capacitação profissional no mercado mineiro”.

logo patrocinio

A Universal Software, parceira do CMI/Secovi-MG, patrocinou o evento e compareceu com sua equipe para a 11ª edição da cerimônia de certificação do PQEX. A certificação é concedida a cerca de 30 empresas, que acumulam pontos ao longo do ano de acordo com a participação dos empresários e colaboradores em cursos e eventos realizados pela Universidade Corporativa Secovi (UniSecovi), cursos in company e a pós-graduação oferecida pela Fundação Dom Cabral. Aquelas que mais se destacaram e investiram em qualificação recebem a condecoração, dividida em quatro categorias: Azul, Prata, Ouro e Master.

 

mequipe
Gleidison Bertolini (Diretor de Tecnologia), Ramon Oliveira (Consultor Comercial), Tulio Murta (Diretor), Carina Lima (Coordenadora de Marketing) e Paulo Birchal (Consultor Comercial).

 

Após a premiação, o economista Ricardo Amorim apresentou análises do cenário econômico e político atual do país, em sua palestra com o tema “Perspectivas para a economia e o mercado imobiliário nos próximos anos”.

Um dos pontos abordados na palestra foi em relação ao desempenho do mercado imobiliário e da economia em geral a partir do próximo ano. O economista explicou através de gráficos e comparativos, porque a economia deve começar a surpreender positivamente a partir do ano que vem e desconstruir alguns mitos e medos dos compradores de imóveis. Segundo ele,no Brasil, os consumidores não estão endividados demais e os preços não estão elevados em comparação a outros países.

Além disso, Amorim surpreendeu cerca de 600 participantes, ao afirmar que, atualmente, não há excesso de oferta, mas sim falta de demanda. Ele ressaltou que a procura por imóveis deve voltar no ano que vem, com a recuperação do crédito e da confiança do consumidor, impulsionando os preços e a atividade no setor. O economista também falou sobre a entrada de mais compradores estrangeiros no mercado brasileiro, relacionado a alta do dólar, e seus impactos positivos no mercado imobiliário.

 

Fonte de referências: http://www.secovimg.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *