PQEX 2016: A mudança da mentalidade das imobiliárias

Tempo de leitura: 6 minutos

Escrevo esse post para você que talvez não tenha tido a oportunidade de ir ao evento, ou que por motivos de força maior não pôde comparecer. Foi uma noite incrível e de muitas reflexões, por isso vamos dividi-las com você.

No dia 22/11/2016, o CMI Secovi MG organizou a sua tradicional premiação do PQEX – Prêmio de Qualidade e Excelência Empresarial, ou melhor dizendo o “Oscar do Mercado Imobiliário Mineiro.”

A noite se iniciou com o hino nacional tocado por um violinista, que deu o charme da noite (aliás, que ideia genial!). Em seguida, tivemos a ilustre presença do Sr. Pedro Wähmann, presidente do Secovi Rio, Diretor da CNC e coordenador da CBCSI, que tanto fez, e faz, para o mercado imobiliário. Pedro ficou surpreendido com a união do mercado mineiro. Disse que é um exemplo para os demais estados,  e queria que em seu estado, Rio de Janeiro, também fosse assim.

Pedro Wähmann

Em seguida, o presidente do Secovi-MG e Secovicred, Ariano Cavalcanti, apresentou os números surpreendentes do crescimento da cooperativa de crédito do mercado imobiliário mineiro, com taxas de crescimentos de 2 dígitos, em um ano tão difícil como foi 2016. O Secovicred vai distribuir sobras de mais de 1 milhão para seus cooperados. Se você ainda não faz parte do Secovicred, clique aqui para saber mais.

ariano

 

Terminada as apresentações iniciais, foram chamadas as empresas vencedoras do PQEX para receber seus troféus. Uma salva de palmas para todos que acreditam no conhecimento, na capacitação e investiram pesado no bem mais importante que têm em suas empresas: as pessoas. Mesmo em um ano difícil, as imobiliárias não deixaram de investir em capacitação.

Em nome de todo time da Universal Software, deixo aqui as felicitações para o nosso cliente há mais de 20 anos, que conquistou o troféu mais cobiçado da noite: Reinaldo, da RB Imóveis.  

rb

Após entrega das premiações, começou a grande apresentação da noite, inédita pesquisa de antropomarketing. Uma pesquisa sobre o novo comportamento do cliente quanto ao produto e serviço esperados e oferecidos pelo mercado. Particularmente, achei um SHOW! É aqui que mora a mudança, é aqui que foi o momento da virada. Segundo palavras da atual presidente Cássia Ximenes, essa iniciativa foi um pedido da recém criada CMI|Secovi Jovem, presidida pelo diretor Fred Padovani e composta por um time de dar inveja. Parabéns aos “meninos e meninas” por essa iniciativa brilhante, e por oferecer ao mercado imobiliário mineiro tal feito. Isso sem dúvidas veio pra ficar e já é sucesso.

Foi uma aposta e um desafio e tanto para atual gestão da CMI|Secovi-MG. No ano passado o palestrante principal foi nada mais que o guru da economia brasileira Ricardo Amorim. Mas a atual presidente, Cássia Ximenes, deixou o recado da sua gestão e uma lição para o Mercado Imobiliário:

É preciso ter resiliência. É preciso fazer MAIS com MENOS!

cassiaE para nossa grata surpresa, o seu keynote foi um sucesso.

A apresentação da pesquisa de antropomarketing, abordou as mudanças no perfil dos clientes, dos produtos e como as empresas estão ou não acompanhando a disrupção do mercado, retratando tendências e comportamentos do consumidor, combinado com dados riquíssimos do Data Secovi. Se você quiser ter acesso a essa pesquisa completa entre em contato com a CMI|Secovi – MG que oferece de forma gratuita para todos os seus associados.

Ficamos MARAVILHADOS!! Porque aqui na Universal, pregamos isso acima de tudo. Somos fanáticos por inovação, e é inclusive, um dos itens do nosso Culture Code:

coracao-de-estudante

A pesquisa contou com dados de mercado imobiliário retratando o tamanho do mercado para imobiliárias. Teve entrevistas e perspectivas de clientes com relação ao trabalho das imobiliárias, tendências do mercado imobiliário com profissionais importantes. Teve também,  um vídeo com um recado do André Penha , Co-Founder da Startup Quinto Andar, que está dando o que falar no Brasil inteiro.

Os principais pontos levantados nesse painel foram:

  • Redução do mercado: Comparando o 1º semestre de 2016 x 2015, o número de aptos transacionados (segundo ITBI de BH) caiu 24%;
  • Foi feita uma previsão de 186 Milhões de honorários de corretagem, somente em Belo Horizonte, e considerando uma comissão de 6%;
  • Entender para atender. É preciso entender e conhecer cada vez mais de perto o seu cliente para atendê-lo melhor.
  • O consumidor ainda valoriza e quer a presença do corretor de imóveis, pois lhe dá segurança;
  • O consumidor quer melhores experiências nos sites das imobiliárias. Atualmente não gostam da experiência que tem na maioria dos sites. site-responsivo
  • Ele QUER/PRECISA do endereço (Vai, libera logo o endereço pro seu cliente, não custa pelo menos testar por um período não é?). Aqui tem um post completíssimo sobre o assunto!
  • A internet revolucionou diversos mercados (transporte, turismo, hoteleiro, educação) e o mercado imobiliário não vai ficar de fora dessa revolução.
  • Eficiência, transparência e desburocratização de processos são palavras de ordem para sobrevivência nesse mercado, que está mudando numa velocidade absurda.

Diante disso, ficam as seguintes lições e reflexões:

  1. O mercado caiu sim! O que você está fazendo para se reinventar? Reduzir seus custos, ser mais eficiente, fazer mais com menos, etc?
  2. Com base no tamanho do mercado, qual é o seu Market share?
  3. Cuide e invista da sua presença online. Invista em um bom site, redes sociais, etc.
  4. A palavra da vez é: DISRUPTURA!
  5. Entenda bem o cliente para atendê-lo bem.

disruptivo-2

O evento foi um sucesso. A entidade cumpriu com seu papel, direcionando seus associados para onde o mercado está caminhando. Além de dar o exemplo para o mercado, de adotar uma postura totalmente inovadora e disruptiva. Confesso que fiquei surpreso também com isso. Com uma entidade e um mercado tão tradicional, isso não é uma tarefa fácil. Agora, cabe às imobiliárias seguirem tal postura e se adequarem à nova realidade de mercado. É preciso AGIR para essa nova era de fazer negócios imobiliários. Afinal, o grande título da apresentação foi “entender para atender”.

Você é o UBER ou o Táxi? Fica aqui essa reflexão…

2 Comentários


  1. Obrigada pelo belo texto. Concordo com tudo. A atual presidente da CMI está fazendo a diferença.
    Fiquei encantada com a apresentação. Ricardo Amorim que se cuide, rsrsrs.

    Responder

    1. rsrsrsrsrsrs que bom que você gostou Vilma! Ficamos felizes com isso 🙂

      Agora vamos juntos buscar essas mudanças!

      grande abraço

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *