Seguro Contra Incêndio: Vilão ou Herói da Locação?

Tempo de leitura: 7 minutos

O seguro contra incêndio é um seguro comum como de um carro, ou seja você paga um valor para a seguradora, e caso haja algum incêndio ou explosão no imóvel, o seguro irá cobrir os danos, assim nem o locatário, nem o locador saem prejudicados de uma situação de incêndio.

Diariamente nos deparamos com locatários que não querem pagar o seguro contra incêndio de forma alguma. Diante dessa objeção, a resposta padrão dos atendentes de locação é sempre a mesma: “Mas é padrão aqui da Imobiliária” ou “É obrigatório e está previsto em Lei”.

Estas respostas até estão corretas, PORÉM, essa não deveria ser a resposta usual e nem é a mais convincente. Isso porque, seu cliente pode até pagar, mas ele não entendeu a importância do seguro contra incêndio. E pior, ficará insatisfeito com a imobiliária e terá uma péssima impressão, achando que a imobiliária quer tirar o dinheiro dele.

Nesse post vamos explicar como dar uma resposta convincente para o seu locatário. Para ele entender, de fato, porque é bom pagar o seguro contra incêndio.

Vamos nessa?

Por que o locatário tem que pagar o seguro contra incêndio?

Por que o locatário tem que pagar?

Explique a causa do pagamento. Não dê respostas padrões, pois ninguém, nem mesmo você que está lendo isso agora, gosta disso. Deixe a parte da previsão em lei como última opção.

O melhor recurso que você tem para isso é o storytelling. Isso mesmo, conte uma história para o seu cliente:

“Sr. locatário, eu entendo a sua insatisfação momentânea em pagar o seguro e confesso que você não é o único a não concordar com tal pagamento. Mas você já parou pra pensar que o seguro contra incêndio é uma proteção para você?

Infelizmente os inquilinos sempre acham que isso nunca vão acontecer com eles, mas acredite: nesse tempo que já estou no mercado, já vivenciei algumas situações e posso afirmar: Acontece!

Quando aconteceu, os locatários nos agradeceram por terem contratado o seguro contra incêndio. Imagine se acontece, de fato, um incêndio. Quanto custaria para você que estava ocupando o imóvel, reconstruir ou reformar? R$100.00,00, R$200.00,00, R$400.00,00? Você teria esse dinheiro todo disponível? Será que não iria lhe fazer falta?

Imagino que mesmo que você tenha esse recurso, não é um valor que você ficaria satisfeito em pagar para reconstruir um imóvel que não é seu, certo? Até por isso você optou por alugar, não é mesmo?

Então, com o seguro, você terá tranquilidade. Se um dia isso vier a acontecer, você não vai se preocupar. A seguradora vai reformar o imóvel e ainda continuar pagando o aluguel para o locador durante um tempo determinado. O tempo vai depender da apólice contratada.

Inclusive, se quiser incrementar seu seguro com proteção dos móveis (conteúdo) e contra roubo, é possível.”

Perceba que você direciona o cliente para “Você quer pagar o seguro ou um imóvel novo?”, ao invés de “Você concorda em pagar o seguro contra incêndio?”. A explicação já foi dada anteriormente e ele já entendeu.

Dica: Se já aconteceu com você algum sinistro com incêndio ou quando vier a acontecer, registre o momento com fotos, pegue depoimentos de ambas as partes para mostrar para o seu cliente.

Ainda assim, meu cliente se nega a pagar o seguro

Ainda assim, meu cliente se nega a pagar o seguro

Se mesmo com a explicação acima ainda persistir a resistência, utilize os seguintes argumentos, dentro da objeção do seu cliente:

Culpa

Já ouviu aquele ditado: “Filho feio não tem pai?” Será sempre assim:

  • O Locatário (Inquilino) provavelmente vai querer colocar a culpa no imóvel, logo recai no locador (proprietário), e vai utilizar o seguinte argumento: “A fiação está velha, ou ruim, e por isso ocorreu o incêndio”.
  • O Locador (Proprietário) por outro lado, vai dizer: entreguei meu imóvel em perfeitas condições de uso (conforme contrato e vistoria). Quem estava com a posse do imóvel e deveria cuidar e zelar do meu patrimônio, é o locatário, logo, a culpa pelo dano causado é dele.

Então dificilmente alguma parte irá assumir a culpa e vai jogar a responsabilidade no outro, o que de fato não resolve o problema.

Previsão Legal

Se ainda assim o locatário não se convencer, vamos explicá-lo que é uma cobrança legal, prevista na Lei do Inquilinato e também no seu contrato de locação.

Atenção: Assegure-se que haja essa cláusula no seu contrato para não ter nenhum problema.

Diferentemente do que a maioria das pessoas entendem, a Lei do Inquilinato dispõe que o pagamento do Seguro contra incêndio deve ser suportado pelo locador, salvo disposição contratual em contrário.

Acontece que, por prática de mercado e pelos locadores não concordarem em pagar o seguro, tendo em vista que não são eles que estão utilizando o imóvel, a grande maioria das imobiliárias utilizam em seus contratos de locação esta cláusula, transferindo a obrigação de pagamento para o locatário:

“Pagar os impostos e taxas, e ainda o prêmio de seguro complementar contra fogo, que incidam ou venham a incidir sobre o imóvel, salvo disposição expressa em contrário no contrato.”

Leia mais no art. 22 da Lei 8.245/91 (Lei do Inquilinato)

Particularmente eu concordo também com isso, e vou explicar o porquê: Quando você aluga um carro em uma locadora de veículos, você, locatário que estará utilizando o veículo, contrata o seguro, se quiser, e paga por ele. Se acontecer um acidente, ou você estará protegido por ter contratado o seguro ou então será responsabilizado e deverá consertar o carro, pois não contratou o seguro. Entendo que no caso de imóveis, a lógica é a mesma, mas o valor de um imóvel é exponencialmente maior que de um carro.

O que acontece se o seguro não for contratado?

O que acontece se o seguro não for contratado?

Se não tiver sido contratado um seguro contra incêndio, será uma eterna discussão e um jogo de empurra-empurra, que tem grandes chances de ter que se resolver na justiça. Assim, poderá demorar anos para ir a julgamento e no final:

  • O Locador pode ficar sem receber os aluguéis durante todo esse tempo;
  • O locatário pode ser condenado a pagar os aluguéis durante todo esse tempo;
  • A Imobiliária certamente não vai receber comissão durante esse tempo;
  • O locador pode ficar insatisfeito e sair da Imobiliária.

Ou seja: é o pior dos mundos para TODOS envolvidos na locação, inclusive para a imobiliária.

Bônus

Bônus

Argumento de captação

Já pensou em utilizar isso como argumento e um diferencial para captação?

Pode ser óbvio para você que atua no mercado imobiliário, mas para o proprietário que nunca alugou seu imóvel ou que sempre alugou direto, certamente será um valor agregado que você pode trazer para a captação de imóveis.

Mostre pra ele: Aqui, seu patrimônio estará seguro!

Fonte de Receita (Comissão)

Além de agir preventivamente, você ainda terá mais uma fonte de receita para sua imobiliária. As seguradoras pagam uma comissão para as imobiliárias por realizarem essa intermediação (pode variar conforme região).

Como o seguro deve ser pago anualmente, você sempre estará ganhando de todas as locações.

Facilidade

Hoje, com o avanço da tecnologia, é muito simples controlar os vencimentos, pagamentos e renovações dos seguros contra incêndio. Procure um software que lhe ajude a fazer todo esse processo, assim controlar os seguros não será um motivo para que você não trabalhe com eles.

cta-conheca-o-software


Vídeo Gestão Imobiliária: Seguro Incêndio

24 Comentários


    1. Ficamos muuuuuuito contentes que esteja gostando Alexandre. Estamos trabalhando forte para gerar conteúdo realmente relevante para o mercado imobiliário. Depoimentos como este só nos faz ter a certeza que estamos no caminho certo.

      Obrigado e um forte abraco.

      Responder

      1. Ricardo, obrigado por comentar!
        Continue acompanhando nossos materiais, e sinta-se a vontade para opinar sempre!
        Abraços,

        Responder

  1. Parabéns. Muito bom o texto. A linguagem utilizada é muito prática e usual. Continuem nesse ritmo. Mais sucesso.

    Responder

    1. Olá Lorenzo!
      Que bom que está gostando de nossos materiais. Continue comentando e dando sua opinião, para fortalecermos cada vez mais o diálogo no mercado imobiliário.

      Responder

  2. Muito boa a abordagem do tema, de fácil compreensão. Situação recorrente nos contratos de locação.
    Parabéns!

    Responder

    1. Olá Érico, que bom que gostou do conteúdo e achou ele de fácil compreensão. É um prazer tê-lo como leitor por aqui.
      abs

      Responder

  3. O beneficiario do seguro contra incêndio deverá ser o locador ou o locatário?
    A apólice deverá estar no nome do locador ou locatário?

    Responder

    1. Ricardo, o beneficiário do seguro deve ser o Locador e a apólice também em seu nome.

      espero ter ajudado. abraços

      Responder

  4. Bom dia.,
    Estou com um problema serio sobre incendio. tenho 3 lojas no mesmo predio, e moro em cima. Colocaram fogo numa loja de madrugada, e o calor do fogo derreteu maquinas, computador, etc de uma das lojas. O locatario simplesmente devolveu as chaves e não quer saber de mais nada. Ai pergunto:
    – O prejuizo é meu?
    – quem tinha responsabilidade de contratar o seguro incendio? a imobiliaria é que deveria ter providenciado?
    – a imobiliaria está falando que eu devo arcar com a reforma do imovel. Está certo?
    – Ele fez modificações não autorizadas no imovel. Deve entregar como pegou ou o fato do incendio tira a responsabilidade dele??
    Preciso de ajud pois vejo que a imob. está pendendo pro lado dele. Talvez por ter culpa no cartorio, não sei.
    Muito obrigada.

    Responder

    1. Bom dia Silvana,

      Que situação desagradável e complicada hein?!!?

      A previsão legal (veja abaixo) dispõe que a obrigação de pagamento do seguro contra é incêndio é de obrigação do locador, salvo disposição contratual em contrário (assim, deverá analisar o que consta no seu contrato de locação)

      Art. 22. O locador é obrigado a:

      VIII – pagar os impostos e taxas, e ainda o prêmio de seguro complementar contra fogo, que incidam ou venham a incidir sobre o imóvel, salvo disposição expressa em contrário no contrato;

      Agora quanto a negligencia da imobiliária você deve observar o seu contrato de prestação de serviço celebrado com a imobiliária e verificar se há alguma previsão de contratação de seguro contra incêndio

      Espero ter ajudado

      Responder

  5. Boa noite, vc poderia tirar um duvida?
    Estou saindo de um imóvel q morei 12 meses. Quando entrei paguei o seguro incêndio. Agora estao falando q tenho q pagar outra vez pq esta completando 12 meses q paguei o primeiro, sendo q saio agora quando completa 12 meses. Nunca vi isto!! Isso será do proximo inquilino ou do proprietário, não?

    Responder

    1. Caroline,

      O seguro incêndio funciona como um seguro de carro. Você paga de forma antecipada mesmo… Agora se você realmente for sair do imóvel não precisa pagar. Mas tem que ficar atenta a data da sua rescisão ser menor que a data do vencimento da sua apólice.

      Se não for o caso você pode pagar o seguro incêndio e pedir o reembolso posteriormente. Mas você não deve pagar o seguro que não vai usufruir dele.

      Espero ter respondido sua dúvidas. abs

      Responder

  6. Bom dia.
    Por favor, preciso de esclarecimento com relação a contratação do seguro contra incêndio.
    O seguro contra incêndio deve ser contratado em nome de quem? Do Locatário ou do Locador?

    Responder

    1. Olá Jose Cardoso,

      O Beneficiário da apólice deve ser o Locador.

      Espero ter respondido sua duvida. grande abraço

      Responder

  7. Boa noite!

    Foi excelente a sua abordagem sobre o tema, e no fim do texto ainda tem um vídeo explicativo, foi muito bom mesmo. Sou agente de locação e estou aprendendo muito com as explicações no seu site. Muito Obrigada! E continue fazendo mais textos e vídeos como esse.

    Atensiosamente
    Evilin Cristina dos Santos Pasinato Cruz

    Responder

    1. Que bom que está gostando e aprendendo com nosso conteúdo Evilin. Fico feliz em contribuiu com esse aprendizado! Que você possa ter muito sucesso nos seus negócios. Continue acompanhando nosso conteúdo e abs

      Responder

  8. Olá tenho uma dúvida.

    Moro há 1 e meio em um imóvel e não me atentei que tinha seguro no contrato, ou seja, não contratei e já estou para me mudar. Como fica nesse caso, eu terei que contratar mesmo saindo do imóvel?

    Obrigada e excelente texto.

    Responder

    1. Olá Andresa, o seguro contra incendio funciona para prevenir algum eventual problema. Como não contratou no passado e não aconteceu nada e vai sair do imóvel, não há necessidade de contratar.

      abs e obrigado pela participação

      Responder

  9. Boa noite ! Estou devolvendo um apto que aluguei por 9 anos e 9 meses ;e por esquecimento não paguei nenhum seguro contra incêndio e também neste período nunca me cobraram. Agora está me cobrando recibos destes . O que devo fazer, pois já me mudei deste apto?

    Responder

    1. Maria, se o contrato reza o pagamento do seguro o mesmo deveria ser cobrado. Mas como já mudou e não foi cobrado anteriormente não faz sentido pagar um seguro retroativo. (a não ser que a imobiliária tenha pago e está cobrando o ressarcimento).

      Espero ter ajudado

      Responder

  10. Eu concordo em pagar o seguro, mas tem um porém, normalmente as imobiliárias não explicam o que contém o pacote do seguro e nem nos dá a cópia do contrato, pois bem, e quando ocorre um sinistro e que vamos perceber que ficamos a ver navios , eu passei por isso, muito estressante, porque no momento que buscamos nossos direitos somos distratados, o corretor que vendeu o seguro, desaparece e não temos acesso a falar com o proprietário, enfim, discursar, e legal, mas na prática, não e facil. Fiquem atentos quando fizeram seguros , no caso de quem e inquilino, busque saber tudo antes de obter o seguro, peçam a cópia, exijam saber o que lhe cabe dentro do pagamento do seguro, pois em caso de sinistros ficarão mais tranquilos , sabendo o que lhe cabe.

    Responder

    1. Tânia, de fato um absurdo o episódio que você viveu. Na verdade um tanto quanto criminoso. Quando contrata-se um seguro você tem o diretor de receber a apólice deste seguro contemplando toda cobertura e validade desse seguro. Lamentável ter passado por isso e sua recomendação é muito pertinente para evitar que outras pessoas caiam em golpes como esse. Obrigado pela sua contribuição

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *