Realmente vale a pena atualizar meus imóveis?

Tempo de leitura: 7 minutos

Você é do tipo que acha que vale a pena atualizar os dados cadastrais dos seus imóveis ou acha que é perder tempo?

Existem pessoas que pensam na qualidade e mantém os dados rigorosamente atualizados, e existem também pessoas que preferem trabalhar com volume e não se preocupam tanto com essas atualizações.

Não vamos falar aqui o que está certo ou errado, mas apenas evidenciar os pontos positivos e negativos que você pode ter ao atualizar ou não suas informações, e também sugerir alternativas inteligentes para que você possa adaptar conforme o seu modelo de negócio.

Por que você deveria atualizar?

Minha experiência no mercado

Eu, em mais de 15 anos de experiência no mercado imobiliário, já sofri muito com isso, e pode acreditar, já trabalhei das duas formas e sei o quanto é difícil optar por um lado sem abrir mão do outro.

Já passei por situações ruins como:

  • Visitar um imóvel com um cliente e ele já ter um novo morador e tomar aquele susto;
  • Ter uma proposta assinada e na hora de fechar a venda o proprietário falar que já vendeu;
  • Passar uma boa proposta para o proprietário e na hora ele responde que o preço ofertado não era mais o mesmo;
  • Oferecer um imóvel para o cliente a um preço e depois descobrir que o preço não é o mesmo.

Realmente eu não desejo isso pra ninguém! É extremamente frustrante para o corretor se entusiasmar com o cliente e com a proposta, mas quando acontece é um verdadeiro banho de água fria.

Por outro lado, trabalhando duro para atualizar os imóveis com uma frequência maior, me deparava com algumas dificuldades, que muitas vezes me faziam pensar em desistir, pela dificuldade e falta de controle.

E os desafios eram:

  • Quais imóveis devo atualizar?
  • Quem deveria atualizar?
  • De quanto em quanto tempo era feita a atualização?
  • Quais informações deveriam ser atualizadas?

E foi diante desses desafios que surgiram ótimas ideias e percebi que era sim possível optar por QUANTIDADE e QUALIDADE, que eles poderiam andar juntos, desde que haja disciplina. Por isso, vamos abordar aqui tudo sobre atualização de imóvel e como você pode ser mais eficiente com isso.

Bom, como disse anteriormente, deveríamos superar alguns desafios que o mercado imobiliário enfrenta na sua operação. E quando me refiro ao mercado imobiliário, não falo somente aos corretores e donos de imobiliárias, mas também a todos os funcionários que trabalham em imobiliários que muitas vezes sofrem essas dores.

Se você chegou a ler este post até aqui, imagino que você se preocupa com isso e quer sim fazer uma boa atualização. Então aqui vão algumas dicas.

1º passo – Quais imóveis atualizar?

 Quais imóveis atualizar

Venda ou Locação? Ou ambos serão atualizados?

Tenha isso muito bem definido dentro da sua imobiliária para não haver desentendimentos.

2º passo – Quem vai atualizar esses imóveis?

Quem vai atualizar esses imóveisEssa parte é bem delicada, pois você deve assegurar que o responsável irá fazer essa atualização, caso contrário todo trabalho pode ir por água abaixo:

  • Corretor?
  • Captador?
  • Secretária (s)?

Isso é importante para ficar claro para toda empresa e saber também de quem cobrar tais atualizações.

3º passo – Qual a periodicidade dessas atualizações?

Qual a periodicidade dessas atualizações

Venda – A cada 30, 60, 180 dias?

Locação – A cada 30, 60, 180 dias?

Cada setor e cada imobiliária pode definir a sua periodicidade de acordo com sua capacidade, estrutura enfim. O importante aqui e: se comprometer com o prazo estabelecido. Ter disciplina para cumprir os prazos e fundamental para ter sucesso com isso.

4º passo – Quais Informações devem ser atualizadas?

Quais Informações devem ser atualizadas

Crie um check list daquilo que você deseja que seja atualizado ou confirmado, como por exemplo:

  • O Imóvel ainda continua disponível para venda ou locação?
  • O valor permanece o mesmo?
  • O valor do Condomínio?

Enfim, você pode estabelecer uma lista daquilo que você deseja que seja atualizado ou confirmado.

Dicas

Dicas

  • Dica 01: Se PREPARE para fazer estas atualizações. Não haja apenas como um telemarketing ou um robô, pois o cliente quer uma consultoria. Neste momento com certeza ele vai te ajudar (atualizar as informações), mas também com certeza vai te perguntar:

“E aí, como está a venda ou locação do meu imóvel?”

E se você gaguejar ou não saber informá-lo, corre-se um sério risco de você perder essa captação. Por isso esteja preparado para dar esse feedback.

    • Dica 2: Aproveite esse momento para fazer um pente fino no cadastro como: rever a qualidade das fotos (se for o caso tirar foto melhores), revisar a descrição do imóvel, reorganizar as ordens das fotos e foto principal. Qualquer movimentação e melhor que ficar parado e talvez possa gerar alguma nova oportunidade de negócio.
    • Bônus: Você pode estar se perguntando “Por que um robô não pode atualizar isso automaticamente? E se o cliente atualizasse isso diretamente?”

Sim, todas essas alternativas poderiam sim facilitar o trabalho da imobiliária e até agilizar o processo.Porém, te pergunto:

  • O cliente ficaria satisfeito de ser o responsável de atualizar essas informações pra você?
  • Será que ele não desvalorizaria ainda mais a profissão do corretor?
  • Será que você entraria em contato com ele novamente se ele tivesse que atualizar?

Pensando nisso, chegamos a conclusão que este é um importante papel que deve ser desempenhado pela imobiliária, e também aproveitar esse momento único para se diferenciar dos seus concorrentes, e prestar de fato uma verdadeira consultoria.

Com isso, além de atualizar a informações você poderá dar um feed-back incrível para os seus clientes como:

  • Quantos atendimentos o imóvel dele teve;
  • Quantas visitas (e se os clientes estão gostando ou não estão gostando);
  • Se não estão gostando, qual o motivo;
  • Quantas propostas;
  • De onde que estes clientes estão vindo.

Fazendo isso, certamente você será autoridade no assunto e sua credibilidade aumentará MUITO, pois você terá dados reais e não subjetivos para apresentar pra ele. Assim, você conseguirá até abaixar o valor do imóvel conforme sua avaliação inicial, e transformar uma captação comum em uma grande oportunidade de negócio.

Conclusão

Espero que este post tenha sido útil pra sua realidade e você consiga manter a qualidade dos seus imóveis. Manter a informação atualizada é fundamental, pois como diz o Ex-Presidente do CRECI-MG:

Paulo Tavares

Então nada melhor do que manter as suas informações com qualidade e atualizadas sempre.

Atualmente existem recursos tecnológicos (planilhas e sistemas) que podem lhe ajudar a fazer essas atualizações de forma mais ágil e simples.

Com isso você vai diminuir muito o risco de sofrer o que eu já sofri:

  • Visitar um imóvel com um cliente e ele já ter um novo morador e tomar aquele susto;
  • Ter uma proposta assinada e na hora de fechar a venda o proprietário falar que já vendeu;
  • Passar uma boa proposta para o proprietário e na hora ele responde que o preço ofertado não era mais o mesmo;
  • Oferecer um imóvel para o cliente a um preço e depois descobrir que o preço não é o mesmo.

Além disso, não tenha dúvidas de que você aumentará as chances de fazer mais negócios, além de se diferenciar da concorrência.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo e vamos conversar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *