Emissão de Nota Fiscal para Imobiliárias

Tempo de leitura: 7 minutos

Emissão de Nota Fiscal para Imobiliárias

Encontrar maneiras de assegurar a operação e garantir as informações de serviços prestados é algo extremamente importante para qualquer empresa, independentemente do seu ramo de atuação. E, com o setor de imóveis, a coisa não muda de figura. Por isso, prepararmos um artigo mostrando como funciona a emissão de nota fiscal para imobiliárias.

Nos dias de hoje, não há desculpas para falhar nesse sentido, uma vez que a legislação é bem clara e existe a versão online, que oferece muito mais dinâmica, praticidade e redução de custos. Quer descobrir como fazer isso e evitar problemas com o Fisco? Então, não deixe de continuar sua leitura!

Como funciona a emissão de nota fiscal para imobiliárias?

Antes de mais nada, devemos lembrar que imobiliárias não vendem ou compram produtos tradicionais, mas sim propriedades! Eles contam com características diferentes das mercadorias comuns, não apenas por conta do valor elevado, como também por possuírem o seu próprio registro, chamado de escritura de imóvel.

É nesse documento que constam dados como nomes, valores e detalhes da unidade, sendo transferido para o próximo dono no ato da transação. No entanto, apesar de casas, apartamentos, terrenos e lojas não precisarem propriamente de uma nota fiscal, o serviço prestado pela empresa e/ou pelo corretor demanda a emissão.

Na prática, isso quer dizer que a nota fiscal precisa ser emitida tanto por imobiliárias quanto por profissionais autônomos, garantindo o serviço prestado. Para isso, é fundamental contar com um CNPJ ativo e, atualmente, os trâmites podem ser realizados de forma muito mais simples, digitalmente, com a famosa NFS-e.

nota fiscal para imobiliárias

Quais as vantagens de emitir uma nota fiscal?

É possível que você esteja pensando que pode ser muito mais fácil simplesmente não emitir a nota fiscal, mas isso não é verdade. Além de toda a praticidade da versão digital, você trará mais segurança para sua empresa e seu cliente, tendo em vista que o documento registrará o serviço prestado, os valores e outros detalhes relevantes.

Além disso, é uma forma de estar em regularidade com o Fisco, nome popular dado à gestão que o Estado faz junto ao Tesouro Público em relação às suas finanças e tributações. Por isso, é fundamental se atentar quanto ao cumprimento das normas vigentes no país, de forma a evitar penalidades por práticas ilegais, como a omissão de valores ou sonegação fiscal.

Como usar a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica?

A Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, ou apenas NFS-e, como citamos anteriormente, tem a função primordial de registrar a prestação de um serviço. Por isso, sempre que a imobiliária ou o corretor intermediarem uma venda, compra ou locação, ela deve ser emitida. A única exceção é quando não há valores pagos pelo trabalho, o que não é comum.

O controle administrativo é da prefeitura da cidade na qual a sua empresa está registrada, se configurando em um tributo municipal, com cada local tendo autoridade para determinar suas próprias regras. Assim, basta entrar no sistema, se registrar e utilizar esse documento, que formaliza a transação, funciona como recibo e tem total validade jurídica e/ou fiscal.

Como emitir uma Nota Fiscal de Serviço Eletrônica?

Como dissemos, o processo pode variar de local para local, mas a emissão da NFS-e sempre se dará a partir de um sistema. Na maioria das vezes, as prefeituras disponibilizam o recurso em um site específico para isso ou na própria página oficial do município. Também é recomendável contar com um sistema capaz de desempenhar essa função com eficiência.

Geralmente, será preciso fazer um registro, com Login e senha, para poder entrar no ambiente digital. Feito isso, você terá que preencher os campos requisitados, com dados do emitente, do tomador e da operação, como datas, valores, serviço prestado, etc. Boa parte das cidades brasileiras já aderiu ao documento, enquanto outras estão implantando gradualmente.

Quais os benefícios da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica?

Até aqui, você já aprendeu como funciona o processo de emissão de nota fiscal para imobiliárias, viu que isso precisa ser feito quanto há prestação de serviços e como a versão eletrônica vem se tornando o padrão do mercado. no entanto, caso ainda esteja em dúvida, explicaremos melhor alguns dos benefícios da NFS-e. Acompanhe.

Dinâmica e praticidade

Não importa se você tem uma imobiliária ou atua como corretor autônomo: é bem provável que sua rotina seja corrida e você não tenha tempo a perder. Por isso, é muito interessante saber que um dos maiores benefícios da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica é que o ambiente digital oferece o máximo de dinâmica e praticidade.

Com um sistema emissor, por exemplo, sequer será preciso fazer a conta para impostos e tributações, já que a ferramenta calcula o valor de maneira automática. Além disso, a NFS-e pode ser acessada por pelos prestadores ou tomadores do serviço em tempo real, de onde estiverem, desde que tenham os dados de acesso, como a senha e login.

Cumprimento da legislação

Empreender no Brasil é algo que abre muitas oportunidades, mas também impõe diversos desafios, especialmente em termos de burocracia, não é mesmo? Por isso, é muito improvável que sua empresa possa se dar ao luxo de ter problemas legais, tendo que arcar com multas ou penalizações, dependendo do caso.

Quando você emite a NFS-e, isso se torna mais difícil, pois o documento está em plena sintonia com as normas impostas pelo Governo. Dessa forma, você conseguir administrar melhor a situação fiscal de sua imobiliária. Outro ponto é que, caso haja alguma contestação ou discordância, os dados estão todos ali, disponíveis e centralizados.

Redução de custos

Por fim, não podemos falar dos benefícios da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica sem falar em redução de custos. Aliás, em tempos nos quais uma das principais demandas da sociedade está na adoção de medidas de sustentabilidade, uma solução digital e que não usa papel funciona como uma verdadeira ação de marketing.

Como se isso não bastasse, como tudo estará salvo no ambiente virtual, você não precisará de espaço físico para guardar pastas e arquivos, reduzindo o número de impressões e até o valor do seu aluguel. Você pode enviar o documento para os clientes por e-mail e checar qualquer dúvida por meio da versão digital.

Agora você já sabe como funciona a emissão de nota fiscal para imobiliárias! É uma opção muito mais prática, que deixa seu negócio em perfeita conformidade com as exigências legais!

Gostou de aprender como funciona a emissão de nota fiscal para imobiliárias? Quer contar com a melhor solução para seu negócio? Então, clique aqui e entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *